sexta-feira, 8 de março de 2013

Teimoso



Começamos com um ‘Oi!” que nem eu mesmo sorria, mas adorei saber que se aproximava de mim pelo encanto da minha escrita que faço de coração. Com o tempo você se aproximou e eu, sem animo, continuava a me comunicar com você, rapaz, só por respeito. Ora você perdia seu tempo querendo me conhecer, por que eu não faria o mesmo?!
             
Assim com o tempo nós comunicávamos todos os dias e meu entusiasmo crescia. Encantei-me por saber personalidades adoráveis sobre você, seu jeito de pensar, seus objetivos invejáveis... incrível poderia descreve-lo.
                
Com o tempo sem eu perceber, meu encanto virou algo mais, meu entusiasmo passou do limite, pois desejava conversar com você todo o momento, ria das coisas que falamos e dos momentos que compartilhamos. “Você está apaixonada?!”, uma colega me analisou e do nada corei. A resposta já estava dada, mas eu não me importei.
             
Não sou do tipo que seria uma boa companheira, nem nada, não acreditava nas minhas habilidades para isso, já que não existia em minha perspectiva. Mas do nada você quis me namorar, então por que não aceitar?! Eu gostava de você!
              
Falávamos todos os dias e, com o tempo, perdi minha timidez, começando me abrir com você. Tão incrível que esquecia o fato de não ser real. Ou era real? A distancia era eminente, minha insegurança prevalecia, brigas e desentendimentos existiam entre nós. Então por que não desisti de mim?
                
Romântico, chato, provocador, divertido, lindo e que me mostrou outro modo de olhar, por que continua ao meu lado?! Aposto que existe mulher melhor do que eu. Mulher que não possui essa insegurança de amar, por medo de sofrer. Mas, rapaz teimoso, você diz todas as vezes que me ama, me deseja, que sou sua vida e prova todos os momentos esse amor que tem, principalmente quando me decepciona. E eu, a egoísta, não faço nada. Lamento por tudo. Chego a ser a protagonista mais idiota e sem graça, mas você, mocinho convencido, fica ao meu lado e diz que nunca me deixará.
                
Por que raios ainda continuo com a minha insegurança? Pedi um tempo com o namoro, pois mesmo sendo como é, ainda tem seus defeitos que me magoam. Tentei sair com um cara mais velho que você... mas desisti porque me sentia um lixo, pelo simples fato de está enganando meu coração.

Homem teimoso, você me ensinou o lado do amor que nem mesmo eu sabia que poderia ter, abriu meus olhos e me faz feliz desde então. Tão novo, você é. Como pode saber o cominho do amor e me conduzir com carinho? Como pode ter a chave do meu coração? Como consigo me abrir com você, mesmo por causa da distancia? Sinto segura com meu rapaz. Meus olhos estão mais abertos, minha insegurança diminuiu, deixando o espaço para você que merece muito mais que posso de dá, mas uma pergunta: Se contenta só com isso que eu possuo? Se sim for sua resposta, eu estarei ao seu lado sempre, porque eu simplesmente “Eu te amo!”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Utopianos por e-mail