sábado, 24 de agosto de 2013

Resenha: Liberte meu coração


"Ela não podia encontrar um marido que aprovasse as caçadas, as calças de couro e as longas viagens pelo interior. A não ser que ela se casasse com um homem rico o bastante para não precisar que a esposa fizesse as tarefas domésticas. 
Alguém como ele, por exemplo (ele pensava)."

Liberte meu coração, da Meg Cabot, escrito pela princesa Mia Thermopolis. Segundo livro de romance histórico desta que eu me apaixonei, simplesmente pela narrativa incrível que ela tem. 
Na Inglaterra, no século XIII, jovens solteiras são cobiçadas por homens e estas fofocam sobre maridos, casamentos, crianças e afazeres domésticos, exceto, é claro, pela Finnula. Esta é caçula de seis irmãs e um irmão, sempre tendo comentários maldosos pelo seu comportamento: caçando animais nos terrenos do Conde e usando calça de couros justas. 
Uma de suas irmãs tem uma relação com um trovador e com isso acaba grávida, para piorar a situação, a garota gastou todo seu dote com roupas e bugigangas, com medo que seu irmão descubra o caso com trovador e o resultado desse romance. Ela acaba pedindo para sua irmã, Finnula, ajudá-la a recuperar esse dinheiro, tendo como artimanha sequestrar um lorde  ou cavaleiro rico que possa pagar um resgate.
Assim a jovem e ruiva, Finnula, vai em busca dessa rapaz ideal até encontrar Hugo Fitztephen. Um recém-chegado das Cruzadas e filho do conde dos terrenos Finn adora caçar por desprezo. Claro, que esse sequestro será uma dor de cabeça para a filha caçula e algo diferente para seu coração.
Meg Cabote... Quer dizer, Mia Thermopolis está de parabéns com a narrativa, enredo e os personagens nesse livro são encantadores.
Finnula, mesmo tendo seus pontos baixos, é uma personagem diferente das demais de sua época, podendo até descreve-la como mimada, porém seu jeito de "Robin Wood" de dá aos pobres roubando dos ricos. Hugo é o filho do detestável Lorde Geoffrey, um cavaleiro das cruzadas e mulherengo, nunca pensou em nutrir um sentimento profundo por nenhuma mulher até conhecer sua sequestradora. 
Além do foco ser o sequestro - pela sinopse - a história mostra traição, tramas contra os protagonistas, além de cenas quentes entre os personagens. Mostrando aos poucos como o casal apaixona-se um pelo outro. Concelho que existe cenas hots bem sensuais, deixando a leitura bem gostosa e apaixonante de ler. 
Capa? A diagramação da capa é perfeita, a imagem e apresentação da Finnula deixou um ar bem romântico mesmo e atraente aos olhos dos olhares daquelas pessoas que amam um romance. 
Recomendo um romance histórico hot e sem a melosidade da nossa querida princesa Mia! 




Vem se apaixonar por esse livro!

4 comentários:

  1. Adorei a resenha querida! Parabéns, *-*
    Nunca li nada de Meg Cabot, mas fiquei com vontade agora, haha

    http://amoremler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. dorei a resenha!
    Nossa eu queria esse livro pela capa acredita? haha mas a sinopse e a sua resenha me deu certeza disso! :D


    Beijos.
    http://tamigarotaindecisa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Esse livro é genial.
    Foi uma sacada genial da MEg cabot. Também gostei de matar as saudades da Mia!
    Beijos

    http://diariosdeumafangirl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Meninas, eu também adorei esse livro! Os livros históricos dela (o que eu li) são ótimos!
    Obrigada por comentar!

    ResponderExcluir

Utopianos por e-mail